BANNER2

sábado, 3 de janeiro de 2015

Meu legado



 Meu Legado

Juntem a minhas roupas, os meus sapatos,
Não se esqueçam dos casacos, shorts, meias,
E doem tudo aos mais necessitados,
Esvaziem as minhas gavetas, joguem tudo num saco,
Cuecas, lenços e outros guardados.

Meus álbuns de fotografia,
Certamente algum dia serão descartados,
Os meus CDs dos Beatles, do Roberto,
E os demais que me embalaram por anos,
Deixo de bom grado a quem mais goste.

As minhas poesias, aquelas todas antologias,
E outras mais dispersas deixem-nas espalhadas
Ao longo das avenidas, quem sabe inda serão lidas,
Antes de serem levadas pelo vento,
Antes que todos os meus pensamentos sejam esquecidos.


Dos meus verdadeiros amigos levo uma grande saudade,
Dos meus amores levo na alma como perfumadas  flores
Um  aconchego que acalma  pra quando vier vontade,
Aquela louca vontade dum beijo, dum afago, dum abraço.

Deixo-lhes a minha memória, uma vida sem muitas histórias,
Mas muito amor eterno e  é este todo o meu legado.


Autor
Carlos Marcos Faustino
03/01/2015- sábado -19h52


Nenhum comentário:

Postar um comentário